Doenças de veiculação hídrica são tema de palestra para idosos


Em atenção à saúde da comunidade do entorno das obras de duplicação da BR-116/RS o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RS) promoveu na tarde desta quinta-feira (10/08) palestra sobre as doenças de veiculação hídrica. A atividade realizada pela Unidade Local de Pelotas da autarquia - por meio da Gestão Ambiental do empreendimento (STE S.A.) - aconteceu na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Centro, em Tapes, para 17 idosos que integram o programa de Estratégia de Saúde da Família (ESP). 
A palestra ministrada pela equipe do Programa de Saúde Pública (PSP) abordou as principais doenças causadas pela água não tratada como hepatite A, febre tifoide, malária, diarreia, cólera, amebíase, esquistossomose e leptospirose. O que é saneamento básico e a sua importância, formas de contágios dessas doenças, prevenção e também como o PSP atua para minimizar que as ações da obra não impactem negativamente na qualidade das águas dos municípios. 
O aposentado Joaquim Daniel de Almeida, 66 anos, comentou que muitas coisas ele já conhecia, “mas acabamos esquecendo que o simples gesto de lavar melhor uma lata ou uma fruta podemos nos proteger. É sempre bom lembrarmos”. 
A enfermeira responsável pelo programa ESP da UBS Centro, Ercy Elisabetha Haas, destacou que a palestra contribuiu para ampliar o conhecimento do grupo não somente sobre as doenças, mas sobre o trabalho de gestão que existe na duplicação da rodovia. “A linguagem acessível e a objetividade na conversa despertou o interesse deles (idosos. Tenho certeza que eles se tornarão multiplicadores desse assunto”, frisou Ercy.