Duplicação da BR-116/RS em discussão no Painel RBS Notícias


A conclusão das obras de duplicação da BR-116/RS, entre Guaíba e Pelotas, foi o tema da 24ª edição do Painel RBS Notícias. O evento - realizado na última terça-feira (04/07), no auditório Dom Antônio Zattera da Universidade Católica de Pelotas - debateu a importância do empreendimento para o desenvolvimento da Região Sul, dificuldades orçamentárias e alternativas para a entrega da obra ao tráfego. A partir do evento, os assuntos discutidos se tornam pautas jornalísticas nos telejornais da RBS TV.
Com a mediação do jornalista e apresentador Elói Zorzetto, da RBS TV, o painel contou com a participação do superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Rio Grande do Sul (DNIT/RS), Hiratan Pinheiro da Silva; da prefeita de Pelotas Paula Mascarenhas; do presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio Varejista de Pelotas (Sindilojas), Gilmar Bazanella; e do chefe da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, José Dourado. 
Com um público de aproximadamente 200 pessoas, o painel oportunizou ao DNIT/RS mostrar como está trabalhando para evitar a paralisação das obras e garantir recursos com o contingenciamento orçamentário do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Para 2017 a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) disponibilizou R$ 59 milhões para o empreendimento. Diante das lideranças políticas e empresariais dos municípios interceptados pela duplicação o superintendente do DNIT/RS relatou que também tem enfrentado dificuldades contratuais com as empresas que executam os serviços. “Precisamos redirecionar os recursos de 2017 para empresas que têm condições de andar com os seus contratos”, comentou. 
Durante o debate, o superintendente foi questionado sobre o prazo e o que poderia ser concluído e liberado para melhorar a segurança do tráfego na rodovia. Entre as novidades Silva destacou que o viaduto de Turuçu - um dos desvios que mais preocupam a autarquia nos 211,2 quilômetros da duplicação - deve ser liberado aos usuários da BR-116/RS até o final de agosto. “Também pretendemos disponibilizar recursos para que a empresa responsável pelo Lote 9 (do km 489 ao km 511,7) possa concluir 19 quilômetros de pista até março de 2018”, falou, anunciando a retomada dos serviços no trecho para breve. Já com relação ao prazo de entrega de toda a duplicação, ele disse que “não tem como prever uma data, pois temos problemas orçamentários e contratuais”.